quinta-feira, fevereiro 19, 2009

Você já ouviu falar em FRBR?

Há alguns dias, ainda no treinamento do software Sophia, a bibliotecária que estava ministrando o treinamento falou sobre o novo modelo FRBR, então resolvi pesquisar um pouco mais sobre o assunto.
O FRBR - Functional Requirements for Bibliographic Records (Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos) é um modelo conceitual de descrição que pretende ser independente de qualquer código de catalogação ou implementação. O modelo representa e descreve simplificadamente o universo bibliográfico em nível teórico, servindo como base para implementação de sistemas ou bases de dados bibliográficas. Foi desenvolvido por um Grupo de Estudo da IFLA (International Federation of Library Associations and Institutions) entre os anos de 1992 a 1995. A IFLA continua a promover o uso do modelo, além de monitorá-lo.
o FRBR pretende organizar a informação sob um novo foco, voltado para as necessidade de busca do usuário final. Com o surgimento das novas tecnologias da informação surgiu a necessidade da adequação da representação descritiva para esses novos formatos. Com o FRBR pode-se descrever qualquer tipo de informação, independente do suporte. Percebe-se uma mudança de paradigma, o FRBR busca também atender os suportes que surgirão nos próximos anos.
O modelo apresenta uma estrutura clara e lógica ao usuário, para que seja possível a navegação facilitada nos espaços da informação e para melhorar os resultados de busca, além de ampliar os resultados possíveis.
Leitura recomendada:

O que é FRBR?

Os FRBR e a Representação da Informação

O Admirável Mundo Novo do FRBR

FRBR Modelando a Catalogação Sem Anorexia

FRBR – Requisitos Funcionais Para Registros Bibliográficos: primeiro estudo investigativo da USP

FRBR - Mesa Redonda: organização da informação jurídica digital

Nenhum comentário: