domingo, abril 26, 2009

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações

Há alguns dias divulguei aqui a participação deste blog no Movimento Blog Voluntário e hoje é o último dia dessa ação. O Na era da informação não poderia ficar de fora!
Como sou bibliotecária e este é um espaço voltado para às discussões dessa área, resolvi falar um pouco sobre a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), além de demonstrar de forma simplificada como podemos fazer busca e recuperar informações do interesse dos usuários das unidades de informação onde atuamos (bibliotecas, centros de informação, arquivos, núcleos de inteligência).
Segundo descrição do próprio site da BDTD, o Ibict coordena o projeto da Biblioteca Digital, Base do conhecimento científico, registrado, organizado e armazenado em formato eletrônico, acessível, mais comumente, pela Internet. A BDTD integra os sistemas de informação de teses e dissertações existentes nas instituições de ensino e pesquisa brasileiras, e também estimula o registro e a publicação de teses e dissertações em meio eletrônico. Este projeto − iniciativa inovadora do IBICT, em parceria com as instituições brasileiras de ensino e pesquisa − possibilita que a comunidade brasileira de C&T publique suas teses e dissertações produzidas no país e no exterior, dando maior visibilidade a produção científica nacional.
Como realizar uma pesquisa avançada?
1º Acesse o endereço http://bdtd2.ibict.br/

2º No menu do lado direito selecione as opções: SERVIÇOS / PESQUISA AVANÇADA

3º Você poderá fazer a busca por autor, título, contribuidor, assunto, resumo e instituição de defesa. Digite o termo de busca, por exemplo: AUTOR: ELAINE COUTINHO MARCIAL e depois clique em ENVIAR. Você tambémbém poderá escolher um critério de recuperação da informação: todas as palavras, com a expressão ou qualquer uma das palavras.

Você poderá combinar com um assunto que você sabe que é tratado no documento, por exemplo: INTELIGÊNCIA COMPETITIVA.
4º Será apresentado o resultado da pesquisa e haverá a possibilidade de exibir os detalhes do registro encontrado.
5º Ao clicar em "Detalhar registro" é possível vizualizar dados como: autor, título, instituição e data de defesa, resumo, tituação, contribuidores, assuntos, o documento digital e estatísticas de acesso.



A BDTD é uma ótima fonte de informação para pesquisadores e deve ser divulgada nas unidades de informação já que é gratuita e está disponível para qualquer pessoa ter acesso.

Fica a dica e espero que seja útil para os que ainda não conheciam.

3 comentários:

Karyn disse...

Sempre falo da BDTD nas capacitações que ministro. É uma ferramenta e tanto para pesquisadores. E é incrível como muitas pessoas ainda não a conhecem. Mudando de assunto, como está o mestrado? Abraços!

Paula Carina disse...

Olá Karyn, muito bom receber mais um comentário seu por aqui, Obrigada!

Estou cursando duas disciplinas no Mestrado: Gestão da Informação em Ciência e Tecnologia e Metodologia da Pesquisa. Muitos textos para ler e a perspectiva de muito aprendizado. Também já iniciei a conversa com meu orientador sobre meu projeto, estou ansiosa pelos resultados! Também estou como aluna ouvinte na disciplina de Fluxos de Informação no curso de graduação em Gestão da Informação. Vejo que terei muito trabalho pela frente.

E você? Como vai o mestrado?

Abraço!

Karyn disse...

Oi Paula!

Como você também tenho várias leituras e, por já estar chegando ao final do primeiro trimestre, dois artigos para elaborar e entregar. Também estou cursando duas disciplinas: Recuperação Inteligente de Informação e Pesquisa em Ciência da Informação. Sobre o projeto, tive que reformular a idéia inicial (o que me deixou angustiada por um tempo). Mas agora já tenho um novo tema e estou animada para me dedicar a ele. Abraço!