quarta-feira, julho 22, 2009

Redes de conhecimento e serviços inovadores: experiência brasileira em ciência e cultura

Na segunda-feira, dia 6 de julho de 2009, no primeiro ateliê do XXIII CBBD 2009 assisti à palestra de Marcus Vinícius R. Mannarino que é gerente de Comunicação e Marketing da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa - RNP.

Ele apresentou a RNP de forma breve e chamou a atenção à pouca visibilidade da recenas universidades, o que é no mínimo um paradoxo, já que ela é voltada para a comunidade acadêmica e oferece infraestrutura à rede acadêmica adequada às demandas das redes de conhecimento.

Entre os projetos atuais desenvolvidos pela RNP estão a Reestruturação do Portal de Periódicos da CAPES que possibilitará busca de conteúdo em texto completo, o projeto piloto em operação será lançado entre 2009 e 2010. Também foi citado o Projeto Cinemateca Brasileira que consiste na criação do banco de conteúdos audiovisuais (SiBIA - Sistema Brasileiro de Informações Audiovisuais).

O que me chamou a atenção na fala do Marcus Vinícius foi a preocupação dele em apontar a existência de um novo cenário voltado para a renovação de oportunidades de atuação dos profissionais das áreas de biblioteconomia e ciência da informação. Esse é um questionamento antigo que faço a mim mesma e tenho ouvido em congresso e até mesmmo em locais de trabalho, gostaria de compartilhar com vocês:
"O que estamos fazendo para responder à essa necessidade de profissionais da informação para atuar em contextos diferentes das unidades de informação tradicionais? Estamos mostrando nossas habilidades de trabalhar com informação nos mais diversos suportes ou estamos guardando esse tesouro escondido"?

A sociedade da informação clama por profissionais que tem um diferencial e estão dispostos a compartilhá-lo para trazer melhorias para a coletividade. Talvez esse discurso já esteja ultrapassado, como alguns devem estar pensando, mas quando ouvimos um profissional de outra área falar da necessidade de nossa atuação em seu meio, como nas redes de conhecimento, podemos perceber que ainda há muito para ser feito!

3 comentários:

Robson Formoso disse...

Sobre a sua preocupação e a do Marcus Vinícius. É bom começar a gastar o tesouro. A hora é essa e vcs tem tudo pra dominar o mundo, mas tudo na vida é passageira. Até mesmo uma necessidade.

Dica: - Estabeleça prioridades: se está cercado de jacarés, a primeira providência é drenar o pântano.

Beijus,
Robson

Lucineia Silva... disse...

Paula seguei ao seu blog por meio do blog do Evandro. Achei bacana vc ser da área de CI. Fui em um outro blog e tive a impressão de ter visto seu nome em um dos posts que seguei a comentar. Que bacana encontrar pessoas da área... muito bom mesmo...


Vamos trocar informação....

Paula Carina de Araújo disse...

Olá Lucineia,

Obrigada pelo comentário! Seja bem-vinda ao Na era da informação.

Colaboro com outros dois blog, talvez você tenha visto meu nome lá: Minha Carreira e De cabeceira.

Vamos trocar informações sim!

Abraço.