quarta-feira, outubro 14, 2009

Como iniciar um projeto de Gestão do conhecimento?

Há mais ou menos 8 meses me questionei sobre como iniciar um projeto de Gestão do conhecimento, tratado a partir daqui como GC. Essa indagação surgiu devido a vontade de iniciar um processo como esse no meu novo trabalho. Comecei a relembrar as aulas de Tópicos em Gestão da informação e do conhecimento que cursei durante a graduação e muitas idéias vieram a mente. Li alguns textos, consultei opiniões em blogs e refleti bastante.

Então compartilhei essa idéia com a colega Suzana, com quem cursei a graduação e hoje somos colegas de trabalho. Ela abraçou a idéia e juntas refletimos, discutimos e escrevemos um projeto que chamamos de Projeto para promoção do Compartilhamento de Informação e Conhecimento. Esse nome tem muito a dizer, ao estudarmos sobre GC percebemos que um ambiente precisa ser preparado para esse tipo de gestão, como para qualquer mudança que venha a ser feita. Também constatamos que conquistar a confiança da alta gerência seria ao passo inicial, pois projetos como esses precisam de apóio dos tomadores de decisão.

Na quinta-feira passada, penúltima aula da disciplina Gestão do conhecimento, do Mestrado em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação da UFPR, que estou cursando. A Profª. Helena conversou com a turma e falou da importância de uma disciplina como essa para os profissionais da informação no momento em que vivemos. Em sua fala ressaltou que o conteúdo por ela transmitido não é exaustivo, mas que nos capacita a iniciar um projeto de GC nas organizações que atuamos. Fiquei assutada e senti uma responsabilidade muito grande, apresar de já fazer parte de um grupo de trabalho para desenvolver a prática de gestão para o conhecimento na organização que trabalho.

Após cursar mais uma disciplina de GC e com base nas leituras realizadas até aqui, reafirmo que um projeto de GC deve iniciar com o apoio da alta gerência das organizações e também com a preparação do ambiente e da cultura organizacional para essa nova prática. As pessoas estão no centro desse processo e precisam ser valorizadas e consultadas para se sentirem parte do processo. A GC é sem dúvida um diferencial nas organizações do conhecimento, mas é preciso ter cautela ao iniciar um projeto desse nível, para não correr o risco de morrer na praia.

Compartilhe conosco suas experiências em GC.

Nenhum comentário: