domingo, abril 18, 2010

Por que Inteligência Competitiva?

Nos último meses a dedicação à produção da minha dissertação tem sido constante. É bem importante manter uma relação constante com o texto, as leituras e também com o orientador. Lembro-me das aulas de Metodologia Ciêntífica, quando a Profª. Dr. Leilah Santiago Bufrem nos alertava: "Vocês não podem apenas ficar com suas dissertações, é necessário mais que isso...vocês precisam namorá-las"! Pode parecer engraçado, mas isso é real, assim como no namoro, é preciso encontrar, cuidar, questionar e se dedicar à dissertação, diariamente. Tenho procurado fazer isso.

Então, com esse relacionamento mais estreito, comecei a me questionar porque resolvi me aventurar pela área de inteligência competitiva (IC). Viajei no tempo e voltei ao ano de 2007, quando tive as primeiras disciplinas de Gestão da Informação na universidade, quando ouvi o Profº Mauro Sérgio Boppré Goulart apresentar esse mundo novo, a atuação do bibliotecário no meio empresarial. Desde aquele momento comecei a despertar interesse pela área, minha amiga Fahima Pinto Rios deve lembrar-se que eu sempre falava: "Preciso atuar como profissional da informação em uma empresa, para saber exatamente o que um bibliotecário pode fazer lá"! E não é que esse desejo foi atendido!

Depois de vários estágios em bibliotecas, ao longo dos 4 anos de graduação, meu primeiro trabalho foi em uma empresa que presta serviço de IC, a Knowtec. Muitos leitores deste blog já devem saber o quanto eu gostei de trabalhar nessa empresa. Foi lá, trabalhando como pesquisadora, que minha vontade de pesquisar a área de IC foi confirmada. Passei a conviver com profissionais que dominam a área, pessoas que já pesquisaram sobre IC e que me ensinaram muito! Acho que foi naqueles 5 meses de experiência na Knowtec que tive certeza da minha paixão pela área de IC.

E por que essa disciplina organizacional despertou tamanhã atenção? Como é uma área que tem íntima relação com a informação, não poderia ser diferente. Acho que a possibilidade de, como profissional da informação, poder proporcionar informação atualizada, relevante e de qualidade aos tomadores de decisão e com isso fazer a diferença nos processos organizacionais me facina muito! Para mim, os profissionais envolvidos nesse processo têm alto grau de responsabilidade depositado em suas mãos e isso me causa uma certa vontade de fazer acontecer, tem um ar de desafio!

Esta semana, vou postar algumas informações sobre Inteligência Competitiva e o que tenho aprendido sobre a área. Espero também poder ajudar a despertar esse mesmo interesse em muitos colegas pesquisadores!

Boa semana!

Nenhum comentário: