segunda-feira, dezembro 22, 2014

Os encantos das livrarias

Gosto muito de visitar livrarias. Particularmente, gosto de descobrir cada cantinho, conhecer sua história, especialmente, em lugares onde a tradição da leitura é muito presente. Acredito que esses lugares reservam a história do local onde estão inseridas e representam, assim como as bibliotecas, locais que abrigam o saber, mas, que ao mesmo tempo proporcionam tranquilidade e um momento lúdico.


Claro que o encantamento pelas livrarias, deve-se em grande parte ao fato de eu ser uma bibliotecária. Ainda mais, porque nunca fui uma frequentadora de livrarias na minha cidade natal. Até porque, há alguns anos, elas não existiam lá.


A livraria Shakespeare and Company me causou encantamento desde a primeira vez que ouvi falar sobre ela, em uma aula de metodologia com a Prof. Dra. Gisela Eggert-Steindel. Não sei porque, mas, desde aquele dia sempre pensava: "um dia visitarei a Shakespeare and Company".

A livraria é carregada de história em cada canto, como eu imaginava. Tem certa magia no ar! Hoje está localizada na 37 Rue de la Bûcherie Paris V e funciona como livraria, sebo e sala de leitura. A especialidade é literatura de língua inglesa e esse é o idioma falado na livraria, ainda que sua localização é em Paris, pois, sua fundadora foi Sylvia Beach, uma americana de Nova Jersey expatriada em Paris. A livraria foi fechada em 1940, após a invasão alemã na França na II Guerra Mundial.  Em 1951 outra livraria de língua americana foi aberta por George Whitman e, em 1964 essa livraria recebeu o nome de Shakespeare and Company em tributo à primeira, quando da morte de Sylvia Beach. (Saiba mais sobre a história).


Em 2012 fiz uma viagem à Europa e quando Paris entrou no roteiro, a Shakespeare and Company foi um dos primeiros locais a serem lembrados. No primeiro dia de passeio, fui à Catedral de Notre Dame e, em seguida, procurei a livraria. O google maps me enganou de dei uma volta desnecessária...rsrsrs... o importante é que avistei a livraria de longe. Ela fica bem próximo à Catedral e é inconfundível.

Passei algumas horas lá dentro, observando cada detalhes. Das prateleiras irregulares e dos inúmeros livros apertadinhos à cama no primeiro andar. Por lá é muito comum jovens escritores morarem na livraria em troca da prestação de alguns serviços. Recomendo a visita, pois a livraria é um encanto e lá podem ser encontradas relíquias, no sebo especialmente.

Depois de ter visitado a Shakespeare and Company, estou ansiosa para ler dois livros sobre a livraria, são eles:

MERCER, Jeremy. Um livro por dia: minha temporada parisiense. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2007.

BEACH, Sylvia. Shakespeare and Company. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2004.


Um comentário:

Lucineia Silva disse...

Que viagem hien! Parabéns!!!
Fique encantada com a biblioteca Shakespeare ♥

Feliz Natal!!