sexta-feira, dezembro 12, 2008

Dado, informação e conhecimento

Como prometido, apresento nesse post uma definição clássica de dado, informação e conhecimento apontada por Davenport (1998, p.18 apud VALENTIM, 2002).

DADO: Simples observações sobre o estado do mundo.

  • Facilmente estruturado
  • Facilmente obtido por máquinas
  • Freqüentemente quantificado
  • Facilmente transferível

INFORMAÇÃO: Dados dotados de relevância e propósito.

  • Requer unidade de análise
  • Exige consenso em relação ao significado
  • Exige necessariamente a mediação humana

CONHECIMENTO: Informação valiosa da mente humana. Inclui reflexão, síntese, contexto.

  • De difícil estruturação
  • De difícil captura em máquinas
  • Freqüentemente tácito
  • De difícil transferência

Apesar da definição objetiva apresentada por Davenport (1998), ainda há muitas dúvidas com relação a esses conceitos.

VALENTIM, Marta Lígia Pomim. Inteligência competitiva em organizações: dado, informação e conhecimento. Data Grama Zero, Rio de Janeiro, v.3., n.4, p.1-13, ago. 2002. Disponível em: http://www.dgz.org.br/ago02/F_I_art.htm Acesso em: 25 ago. 2008.

2 comentários:

Guilherme Tossulino disse...

Muito se tem falado nestes três itens.

O difícil e desafiador é gerar conhecimento partindo de dados e informações. Sai na frente aquele que consegue fazer isso para disseminar conhecimento e crescer pessoal e profissionalmente.

Bjos.

Paula Carina de Araújo disse...

Tossulino, acredito que mais difícil do que gerar conhecimentos é compartilhar conhecimento, pois trata-se de algo intrínseco. Sabe-se que muito tem sido feito para que o compartilhamento aconteça efetivamente, mas é algo que exige paciência, estudo e boa vontade.